quinta-feira, 17 de abril de 2014

# 90 : Gabriel García Marquez

(English version below)

Cada pessoa têm uma forma própria de lidar com a dor ou com uma perda. Pessoalmente, não me identifico com posts no facebook, mensagens de RIP e fotografias. Quando alguém que admiro morre, penso na sua obra e de como ficámos todos mais pobres com esta perda. É um sentimento estranhíssimo de vazio, por quem nem conhecemos pessoalmente.
Hoje, morreu Gabriel García Marquez, um dos escritores de que mais gosto, embora só tenha lido ainda dois livros seus. É daqueles autores que sei que vou gostar tanto, e ficar tão amarrada ao livro, que procuro ler os seus livros apenas quando sei que vou ter disponibilidade total para lhes dedicar o meu tempo.
Da sua vasta obra, o primeiro livro que li foram as Memórias das Minhas Putas Tristes, um livro pequenino, que li numa tarde e do qual nunca mais me esqueci. As suas palavras foram tão marcantes, que o recordo várias vezes. O segundo foi o Amor em Tempos de Cólera, que me fez repensar a minha visão da vida inúmeras vezes. O terceiro será Cem Anos de Solidão, que já se encontra aqui a meu lado, em espanhol, à espera que tenha tempo para ele.

" - Mi tesis doctoral fue sobre la ventaja...
- No quiero una lección de medicina.
- Esta va a ser de amor."

in El Amor en los Tiempos de Cólera, Gabriel García Marquez


--

Each person has their own way of dealing with grief or loss. Personally, I do not identify myself with posts on facebook, RIP messages and photographs. When someone I admire dies, I think of his work and how we were all poorer with the loss. It's a very strange feeling of emptiness, by whom we do not even met personally.
Today, Gabriel Garcia Marquez died, one of the writers I like the most, although I only have read two of his books. He is those authors that I know I'll like it so much, and get so tied to the book, I try to read their books only when I know I'll have full availability to devote my time to them.
From his vast work, the first book I read were the Memories of My Melancholy Whores, a tiny book, which I read in an afternoon and which I will never forgot. His words were so striking, that I recall it several times. The second was Love in the Time of Cholera, which made ​​me rethink my view of life countless times. The third will be One Hundred Years of Solitude, which is already here beside me, in Spanish, waiting to I get time for him .

"- My doctoral thesis was on the edge ... 
- I do not want a lesson in medicine. 
- This is going to be a lesson about love. "

in Love in the Time of Cholera, Gabriel Garcia Marquez