quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

# 3 : Christmas is dangerous - part II

De volta ao trabalho, hoje fui almoçar ao Go Natural no Bes Arte e Finança, um sítio que adoro, porque posso almoçar deliciosamente e ainda tenho tempo para ver uma exposição (actualmente estão expostas umas fotografias fantásticas de Helena Almeida). Como sou magra, após os abusos do Natal, sinto-me a rebentar, mas como com qualquer pessoa, são apenas umas gramas a mais que entram e que rapidamente vão ao lugar com o regresso à normalidade. É mais psicológico do que outra coisa, nunca conheci ninguém que engordasse mais dia que 2kg nesta quadra!
Pelo que, qual não é o meu espanto, quando hoje sou abordada, a caminho do almoço, por um senhor que tão insistentemente me queria oferecer um programa de controlo de peso!!! Eu sei que é marketing puro, pouco inteligente, mas enfim, e que ele faz isso a todas as pessoas que vê a passar na rua, especialmente mulheres, mas será que não lhe ocorre que: 1) não se abordam pessoas sobre questões de saúde ou estética no meu da rua, quer aparentem precisar ou não; 2) mesmo que seja evidente a necessidade, são questões pessoais e delicadas e que, por isso, não vão pular de alegria com semelhante proposta; 3) sou magra, mas não sou esquelética, da para ver perfeitamente que é o meu corpo normal!
São abordagens quase tão más quanto a de duas senhoras que, no metro, há um ano e meio, me queriam forçar a aceitar o lugar delas porque, segundo as mesmas, "estava grávida". Será que, por estar tão contente naquele momento pela compra que tinha acabado de fazer (umas ash lindas a metade do preço!!!), as senhoras acharam que tanta histeria só poderia significar que estava de esperanças?! Ainda por cima era de verão, com roupa leve (e mais reduzida do que o normal), em que se via perfeitamente que, a estar à espera de bebê, não seria há mais de umas horas!!!! Fiquei tão embaraçada com a insistência, que mesmo após recusar 3x não parava, que toda a minha entusiasmaste alegria esse dia passou... 
Quando me lembro destes episódios, só me da vontade de rir, mas na altura fico furiosa! Por isso, quando vejo alguém com uma barriga maior do que o normal, mesmo que seja de 9 meses, nunca toco no assunto antes de me o dizerem directamente... nunca se sabe :P