quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

# 21 : Fado

(English version below)

Enquanto cozinhava o jantar ao som de António Zambujo, lembrei-me de uma senhora que conheci no Fado em Alfama...

Em pé, junto ao palco, uma senhora israelita escutavam a Raquel Tavares com um enorme sorriso nos lábios. Estava apenas de visita a Lisboa, com o seu filho, e decidiu assistir aos concertos.  A RT cantava a Marcha de Alfama e toda a gente cantava com ela. Não percebendo o que cantávamos, a senhora perguntava-nos o que estávamos a dizer. Queria compreender o porquê de tanta força na voz, o porquê de estarmos todos a cantar em uníssono. Quando lhe explicávamos, ela repetia e gritava também, queria fazer parte daquela magia.
O concerto chegou ao fim, e com o fim veio um fado triste, tão sentido e tão português. Com a voz sublime da RT e a aquela sua maneira tão própria de sentir o que canta, fiquei cheia de lágrimas nos olhos. Olhei à minha volta e aquela tristeza nos olhares estava presente em todos aqueles que, como eu, ouviam o último fado... Estava presente em todos, excepto na senhora israelita. Ela sorria mais do que nunca, feliz, dançando ao ritmo da canção. Foi uma das imagens mais bonitas que já vi.


--

While cooking dinner to the sound of Antonio Zambujo, I reminded a lady I met at Fado em Alfama ...

Standing next to the stage, an Israeli woman listening to Raquel Tavares (RT) with a huge smile. She was just visiting Lisbon, with his son, and decided to attend the concerts. RT sang the Marcha de Alfama, and everyone sang with her. Not realizing what we sang, the lady asked us what we were saying. She wanted to understand why so much strength in voice, because we are all singing in unison. After we explained to her, she repeated shouted too, because se wanted to be part of that magic.
The concert came to an end, and with the end came a sad Portuguese fado. With the sublime voice of RT, I was full of tears. I looked around and this sadness in the eyes was present in everyone that, like me, heard the ultimate song... I was present in all of us except in the Israeli woman. She smiled more than ever, happy, dancing to the beat of the song . It was one of the most beautiful images I've ever seen.