quarta-feira, 24 de julho de 2013

# 125 : a Ginginha / the Ginginha

(English version below)


Qualquer visita a Lisboa que passe pelo Rossio clama por uma paragem na Ginginha, e esta não foi excepção. Quem já provou sabe que é excepcional, com aquele gostinho a licor caseiro e de um adocicado fantástico, sem exageros. Com elas ou sem elas (prefiro sem), a Ginginha é dos melhores cartões de visita para quem, de fora, vem conhecer a cidade ou para quem, de dentro, gosta de provar e re-provar os bons sabores portugueses. Como se lê na porta:

É mais fácil com uma mão
Dez estrelas agarrar
Fazer o sol esfriar
Reduzir o mundo a grude
Mas Ginginha com tal virtude
É difícil de encontrar.



--

Any visit to Lisbon passing through Rossio calls for a stop in Ginginha, and this was no exception. Who knows which is already proved exceptional, with that taste of homemade liquor and a sweet fantastic, without exaggeration. With cherry or without cherry (I prefer without), the Ginginha is the best business cards for anyone from the outside come to visit the city or who, from within, like taste and re-taste the good Portuguese flavors. As it reads on the door:

It's easier with one hand
Ten stars grab
Making the sun cools
Reducing the world to stick
But with such virtue Ginginha
It is hard to find.